Artigos: Moda no Trabalho
A roupa de trabalho tem sido uma das grandes preocupações de quem enfrenta o mercado profissional. E como a moda sempre foi tida como uma das armas mais importantes para a conquista de uma boa imagem, gastamos rios de dinheiro comprando tudo o que as revistas especializadas mostram e seguindo, com rigor, o padrão das vitrines mais sofisticadas.

Entretanto, nem sempre conseguimos resultados satisfatórios com o modelo produzido. E por quê? Basicamente porque não apuramos o olhar sobre nós mesmas, porque não desenvolvemos uma opinião crítica sobre aquilo que nos “empurram” na hora da compra. É comum recusarmos uma roupa que nos parece ridícula à primeira vista e depois acabarmos cedendo a ela ao vê-la, ao longo do mês, em todas as páginas de revistas e nas vitrines dos shoppings. Pior: no desejo de parecermos modernas, antenadas, acabamos levando para o trabalho peças que não tem nada da formalidade que o ambiente profissional exige.

É fundamental decifrar o código dos ambientes de trabalho, para, em seguida, montar com segurança a produção mais apropriada para cada um. Ao nos sentirmos bem-vestidas, adequadas à ocasião, também outros bons sentimentos nos invadem, como auto-estima e autoconfiança. Afinal, estar segura a bordo da roupa ideal é muito mais valioso que estar desconfortável em um modelo absolutamente “na moda”.

O visual que mostramos no ambiente de trabalho precisa ser coerente com a função que exercemos e nos ajudar a compor, com exatidão, a imagem que esperamos que tenham de nós.

Imagem, sem dúvida, é muito importante. Uma funcionária que se veste bem e de forma adequada é mais valorizada do que outra totalmente desleixada.


Uniformes
Se você trabalha em uma empresa que oferece uniforme, mantenha o seu em perfeitas condições: limpo, bem passado e bem costurado.

Se o uniforme é uma saia ou um vestido, mantenha a barra num comprimento que lhe ofereça conforto e não constrangimento na hora de atender um cliente.

Alguns uniformes não incluem meias. Escolha as suas de acordo com o tom da roupa. Se for escura, prefira meias pretas ou marrons, sem brilho e com uma suave transparência. Se o uniforme for claro, opte por meias cor da pele ou levemente peroladas. Meias totalmente pretas ou totalmente brancas ficam proibidas.

Não tente recriar o uniforme, porque ele já foi uma criação desenvolvida de acordo com o perfil e o desejo da empresa. Além disso, seu chefe pode não gostar, o que já é motivo suficiente. Use-o com discrição, sempre mantendo botões e zíper fechados.

Uniforme de trabalho é sagrado e precisa estar impecável. Isso também vale para aquele cardigã que às vezes precisa usar por cima nos dias frios.

Muitos uniformes são brancos, o que é um perigo, já que no fim do dia você pode parecer suja. Se não há saída para o problema, então trate de lavá-lo diariamente.

Uniformes não comportam acessórios. Quem não vive sem um anel ou uma correntinha, o melhor é apostar nas peças bem pequenas e discretas.

Fonte:
CASTRO, Inês de. A moda no trabalho. São Paulo: Editora Panda, 2002.

« voltar

Atendimento ao Cliente

Entre em contato conosco e solicite um orçamento sem compromisso. Teremos prazer em atende-lo e não mediremos esforços para desenvolver um produto que se encaixe a sua necessidade.

Ligue: (51) 3564.3287

Uniformes adequados às
necessidades da sua Empresa

2017 | Clássica Uniformes Finos | Todos os Direitos Reservados